ESSE É O ESPAÇO DAS ENTIDADES QUE CONSTROEM O NOSSO MOVIMENTO.

      Filiar-se a uma entidade como a ABGLT é parte importante do processo de fortalecimento do movimento social organizado. Essa parte do site é dedicada a cada militante e movimento de base que se soma a essa luta. Buscamos ampliar para cada cidade, cada canto do nosso país, as bases de um movimento plural, amplo, democrático e de fato representativos dos anseios da comunidade LGBT brasileira. Se sua cidade não possui um grupo, veja como organiza-lo. Se já possui, procure a sede, vá nas atividades, participe. Você é parte fundamental pra construir essa luta! 

      Pode-se afiliar a ABGLT número ilimitado de organizações de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais, bem como outras pessoas jurídicas com finalidades afins as da ABGLT, com a exceção de grupos ligados a partidos políticos, grupos com ideologias religiosas específicas e grupos que defendam a pedofilia ou posicionamentos homofóbicos. Para se afiliar, uma organização deve manifestar expressamente a concordância com o Estatuto e formalizar seu pedido de inscrição. Não precisa de burocracias, de CNPJ, nem nada do tipo. Somos uma entidade que entende e respeita a decisão autônoma de cada grupo de indivíduos sobre suas formas de organização sejam eles coletivos, grupos, ONGs, associações, entre outros.

COMO CRIAR UM GRUPO/MOVIMENTO

Passo 1 - reúna pessoas

Junte um grupo de pessoas (amigos, colegas, vizinhos...) que concordem com a ideia de ter um movimento, que tenham ideias parecidas e que queiram participar de algo coletivo.

Passo 2 - decida os princípios

Decida coletivamente os princípios desse movimento, suas ideias e  objetivos. É simples: pense, por exemplo, em como você quer ver a sua cidade e o mundo nos próximos anos! Lembre de sempre saber o porque de estar lutando e organizando pessoas.

Passo 3 - crie um nome

Nomes são sempre difíceis., mas um nome é uma marca, é como identificamos quem somos (por isso respeitar o nome social é tão importante). Se estiver sem ideias, veja na lista das afiliadas e siga um exemplo! 

Passo 4 -  faça atividades

Ter atividades permanentes é um bom passo pra chamar mais gente, pra agregar novas pessoas as suas ideias. Se não tiver uma sede, faça em praça pública ou procure uma associação, uma universidade. A sua casa também pode ser um primeiro local.

Passo 5 - dê visibilidade

Não precisa começar com uma Parada do Orgulho, mas pense sempre em atividades e comunicação que façam com que mais pessoas saibam do grupo/movimento. As redes sociais ajudam, mas também podemos panfletar na rua, fazer uma festa, organizar atividades públicas.

Passo 6 - monte redes

Redes de apoio e redes de relação. Procure outros movimentos, sindicatos, DCEs, associações de moradores. Dialogue e fortaleça suas ideias. Às vezes temos mais aliados do que acreditamos. Não ache que os movimentos "tradicionais" são adversários. Lutemos juntos para alcançar nossos objetivos.

Passo 7 - conheça mais

Ter informação e conhecimento não é obrigação, mas não custa nada né?! Conhecer a história do movimento, conhecer as teorias de gênero e identidade, saber o que é esquerda e direita, é o básico pra enfrentarmos os fundamentalistas e nossos adversários. Parte da sociedade ainda não aceita quem somos. Ter uma base de conhecimento ajuda pra melhorarmos nosso diálogo na sociedade.

Passo 8 - filie-se e ABGLT

Agora que seu movimento já tem um ano de vida, convidamos a vir pra ABGLT. Participe, se filie, cada nova entidade recria o nosso movimento! E não esqueça que existem outras redes e movimentos. As travestis e transexuais, por exemplo se organizam também na ANTRA. Lutar é o que faz mudarmos a história, lutar juntos é o caminho mais eficaz pra acabarmos com toda forma de discriminação.

DIREITOS E DEVERES

DAS ASSOCIADAS

Direitos

  • Votar e ser votado para os cargos eletivos, desde que seja afiliada e esteja em dia com as contribuições com exceção das afiliadas colaboradoras e parceiras;

  • Tomar parte nas Assembleias e demais eventos da ABGLT; Beneficiar-se de todas as finalidades constantes deste Estatuto; Receber um certificado e/ou declaraqiio de comprovaqiio de afiliaqiio a ABGLT.

  • Beneficiar-se de todas as finalidades constantes no Estatuto;

  • Receber um certificado e/ou declaraqiio de comprovação de afiliação à ABGLT.

Deveres

  • Cumprir e fazer cumprir todas as disposições do Estatuto e de regimentos;

  • Acatar as decisões da Assembleia Geral em primeira instância;

  • Pagar anualmente, até o dia 15/12, o valor afixado pela Assembleia a título de anuidade e/ou mensalidade;

  • Informar todas as questões pertinentes, externas e internas, as Secretarias cabiveis, visando a tomada de providências necessárias para cada caso concreto.

SAIBA QUAIS SÃO
AS CATEGORIAS
DE AFILIAÇÃO

É a agremiação ou organização de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais, sediada no Brasil, sem fins lucrativos, que concorde e apoie os objetivos da ABGLT.

É a Associação ou Organização de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis ou Transexuais, sediada no Brasil, sem fins lucrativos, que concorde e / apoie os objetivos da ABGLT, que seja de abrangência nacional.

É qualquer organização da sociedade civil, brasileira ou não, que concorde com os objetivos da ABGLT, observando os Art. 5 e 6 do Estatuto.

1

ASSOCIADAS

2

PARCEIRAS

3

COLABORADORAS

CONECTE-SE

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco

FALE CONOSCO

55 21 - 3617-0251

abglt@abglt.org

SEDE ADMINISTRATIVA

Av. Visconde do Rio Branco, 627, sobreloja, Centro

Niterói, RJ  24020-000

FUNCIONAMENTO

Segunda - Sexta

14:00 - 20:00

ESCREVA PARA NÓS

© ABGLT - Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais

(Versão 2020 por Mariana Jorge)